O quão grande você é?

Autor: Alberto Jovem Jovem

É engraçado como a gente sempre consegue culpar alguém ou alguma outra coisa por nossos erros. Toda vez que algo dá errado há uma enorme vontade de achar, rapidamente, um algoz para o fracasso. Um culpado. No fundo, alivia a nossa consciência. É mais comodo dizer que somos vítimas do que perceber que falhamos. “Poxa, não deu certo, mas a culpa é do CESPE”.

Uma queda

No fim de 2010 ocorreu o concurso do MPU. Bom, essa era uma prova que eu estava esperando há algum tempo. Esperando. Preparando-me, não. O resultado, no fim, foi até melhor. Melhor, mas não bom. Existe uma diferença enorme entre melhor e bom. Acabei ido bem na prova objetiva. Considerando-se apenas esta teria ficado na 32º posição. Tudo ótimo. Já teria sido nomeado. O problema é que a prova discursiva foi um verdadeiro desastre. Resultado? Fui desclassificado.

Poderia enumerar várias desculpas para justificar a inércia à época. A primeira foi que devido ao excesso de trabalho nos meses que antecederam a prova me impediram de fazer um curso de português. Curso este que asseguraria uma ótima redação. Garantiria? Outra desculpa é que os problemas pessoais, vários à época, minaram a minha energia. De fato. Mas é certo, também, que me deixei levar.

Inspire-se, o quão grande você é?

O quão grande você é? Vencer todos querem. Mas o quão grande você é? Está disposto a fazer o que for necessário? Porque, se estiver, ninguém o impedirá. Chega de desculpas. Chega! Pense honestamente consigo mesmo o que você quer. Olhe sua vida e pense no que poderia melhorar. No que deveria estar em uma situação melhor.

Não está tudo certo. E o que estamos fazendo para garantir que estará?

Planeje, faça e, então obtenha

Busque. Mas há que se direcionar todo esse esforço. Tiros a esmo não resolvem coisa alguma. Tempo é o ativo mais valioso. Uma vez que se passe não volta mais. Dinheiro é, também, valioso. Mas com tempo o podemos recuperá-lo. Planeje o seu tempo. Cada um tem uma forma muito própria de lidar com o tempo. Meça. Saiba onde você gasta o seu tempo. Então, planeje onde e com que você vai gastá-lo.

Faça. Nenhum planejamento atinge o resultado almejado. Faça o que for necessário. Se necessário for, dê, de cabeça pra baixo, 10 voltas em uma piscina. Se necessário, dê 500. Aprenda como Rock Lee.

“Se você quer algo, diga que se não conseguir vai fazer algo absurdamente impossível, como dar 500 voltas no vilarejo plantando bananeira. Desse jeito você se vê obrigado a ganhar, e se não ganhar você fará um treinamento para ganhar na próxima vez”

No fim, vai atingir o seu objetivo. Você treinou seu corpo. Afiou sua mente. Agora, ela o guiará pelo caminho adequado. E, quando inadequado, ajustá-lo-á. O meu objetivo eu já escolhi. A estrada é longa. Cada passo que dou a torna mais curta. Você já escolheu o seu caminho? O quão grande você é?

Fonte: http://albertoriosjr.blogspot.com.br/2011/07/ensaio-sobre-motivacao.html

Anúncios

Sobre Éder S. G.

https://edersg.wordpress.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: